A “Sociedade Amparo à Pobreza”, que deu origem ao Lar de Idosos Recanto da Saudade, foi criada por um grupo de espíritas, a partir de reuniões no Centro Espírita Thiago Maior, localizado no bairro Serra, em Belo Horizonte.

A primeira ação do grupo, conhecida como “Sopa dos Pobres”, foi a construção de uma casa de atendimento, em 1942, destinada à distribuição de sopas. O terreno, situado na Av. do Contorno, no bairro Funcionários, foi uma doação da prefeitura Municipal, a pedido do Efigênio Sales Victor, membro da sociedade.

Nos anos de 1960, com o fim desta ação o espírita Virgílio Pedro de Almeida, membro da Sociedade teve a iniciativa de construir um espaço de acolhimento. Ele recolheu recursos por meio da venda de carnês, oferecidos nas ruas e para amigos. Com o dinheiro captado, Virgílio ergueu, no fundo da sede da sociedade, um galpão com dois banheiros e varanda, e convidou o Grupo das Samaritanas para cuidar da organização. O espaço tinha a capacidade para atender 16 pessoas.

Posteriormente, a sociedade conseguiu uma nova doação, da Prefeitura Municipal, de um terreno vizinho, no qual o espírita Josué Irffi, que era um grande empresário, construiu um prédio com 13 apartamentos, refeitório e secretaria. Os apartamentos, que podem ser considerados os primeiros apart-hotéis da capital, eram alugados para mulheres.

Com a nova legislação, no final dos anos 1990, foi pedida a regularização das instalações. Como a sociedade não tinha condições de atender as exigências, optou-se por fazer uma permuta do imóvel, o que geraria recursos para uma nova construção.

Na época, os diretores Virgílio Antônio Amaral de Melo Castro, Josué Irffi, João Jobim de Medeiros e Murilo Tergolino, escolheram um terreno no bairro Salgado Filho, região oeste de Belo Horizonte, indicado pela construtora Diniz Camargo, que foi responsável pelas obras – iniciadas em 2004 e autorizadas pela Prefeitura Municipal, Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e demais órgãos.

Em 2007, houve a mudança da sede da sociedade para o novo espaço, que trocou a denominação de asilo para Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI); além de obter o nome fantasia Recanto da Saudade. O lar foi construído numa área de 2.739  metros quadrados para atender as necessidades dos idosos, com 19 quartos, lavanderia, refeitório, salas administrativas, consultório, área de convivência, salão de beleza e jardim. Além de ter um bazar, aberto à comunidade, para arrecadar recursos.

SEJA

BEM-VINDO!

Atualmente, o lar tem a capacidade para atender 37 idosos, a partir de 60 anos. Oferece um acolhimento de qualidade, prezando pelo bem-estar e autonomia dos idosos, com diferentes tipos de profissionais da área da Enfermagem, médica, assistente social, psicóloga, nutricionista, serviços gerais, lavanderia, cozinha, entre outros.

Acolher e cuidar  a pessoa idosa com amor, carinho, respeito e profissionalismo, visando promover a sua  qualidade de vida.

Virgílio Antônio Amaral de Melo Castro - Presidente Administrador

Marina Martinez Peres - Diretora Administradora  Secretária

Lincoln Duarte Pessoa de Faria -  Diretor Administrador Tesoureiro

Ademar Adão Ferreira - Diretor Administrativo de Patrimônio

CONSELHO FISCAL

José Edmundo Soares 

Magda Edwiges Azevedo Figueiredo

Fausto Ribeiro da Silva 

Helvídio Lúcius Amaral de Melo Castro

Celso Esteves Lima Júnior

EQUIPE TÉCNICA

Marluce Lima Jardim de Sá - Coordenadora

Míriam Sobral - Assistente social

Iara Alves Cavalcante - Enfermeira RT

Victor Lafayete Vianna Aguiar - Assistente Administrativo

Elizabeth Chiari Rios Neto - Nutricionista

Generosa Emilia da Cunha - Auxiliar Administrativo

 
 
  • Facebook - Círculo Branco